RADIO RESTITUI


terça-feira, 5 de abril de 2016

Bibliologia 12. Curiosidades sobre a Bíblia.

Bibliologia 12 
- Curiosidades da Bíblia.

Suplemento da Biblia Pentecostal CPAD.

As palavras em itálico.

Algumas traduções usam palavras em itálico (letras inclinadas para a direita) para completar o sentido do texto, como a ARC. Essas palavras não constam do original.

- O uso da margem.

Algumas Bíblias trazem nas suas margens determinados trechos da tradução literal do hebraico ou do grego. São notas úteis para elucidar pontos confusos.

- Datas impressas no textos.

A impressão de datas no texto bíblico é um terreno movediço, pois as datações vem sendo muito questionada ultimamente. Apesar disso, algumas Bíblias trazem datações de acordo com a “cronologia aceita. Os métodos modernos de arqueologia e datações estão colocando em dúvida grande parte dessa cronologia, principalmente em relação aos primeiros milênios bíblicos.

- O sumário dos capítulos.

São separados pelos editores, nada tendo a ver com a inspiração e o texto original. Faz-se exceção às frases introdutórias de alguns salmos, como o 4 a 9, 22, 32, 45, 46, 53, 56 etc.

Há casos em que os sumários atrapalham, como a parábola dos Dez Talentos, que não são dez e a Parábola do rico e Lázaro, que não é parábola.

A divisão do texto bíblico em capítulos e versículos
Não faz parte do texto original.

As Bíblias mais antigas não eram originalmente divididas em capítulos e versículos. Essas divisões foram feitas para facilitar o seu estudo.

Por volta de 1228, Stephem Langton (professor da Universidade de Paris e, posteriormente, arcebispo de Canterbury), dividiu a Bíblia em capítulos, assim como o Cardeal Hugo de Saint Cher, abade dominicano, também fez em 1250.

Os versículos no Antigo Testamento apareceram publicados pela primeira vez em 1445, pelo Rabi Natham.

Robert Stevens, impressor de Paris, acrescentou a divisão em versículo do Novo Testamento em 1551.

E em 1555, Stevens publicou a primeira Bíblia (Vulgata) dividida em capítulos e versículos.

Na Bíblia Almeida Revisada e Corrigida o Antigo Testamento tem 929 capítulos e 23.214 versículos.

No Novo Testamento há 260 capítulos e 7.959 versículos.

Toda a Bíblia tem 1.189 capítulos e 7.959 versículos.

Em alguns casos, a divisão em capítulos e versículos quebra o sentido do texto, como por exemplo:
Is 53, que deveria começar em 52.13.
Jo 8, que deveria começar em 7.53.

Em relação aos versículos, acontece o mesmo, por exemplo:
Ef 1.5 deveria começar com as duas últimas palavras de 1.4;

1 Co 2.9,10 deveria ser um só versículo.

A divisão do texto em parágrafos.

A divisão do texto em parágrafo ajuda a entender o desenvolvimento das idéias registradas.

A versão ARA destaca em negrito o início dos parágrafos.


- Algumas particularidades sobre a Bíblia.

a) O livro de Ester e Cantares de Salomão não mencionam o nome de Deus, porém a presença divina é inegável nesses livros, especialmente nos episódios milagrosos de Ester.

b) Há na Bíblia 8 mil menções ao nome de Deus entre seus vários nomes.

177 menções acerca do diabo, sob seus vários nomes.

c) A vinda do Senhor Jesus é referida 1.845 vezes, sendo 1.527 no Antigo Testamento e 318 no Novo Testamento.

d) O “capítulo” menor da Bíblia é o Sl 117, o maior é o Sl 119.

Não se pronuncia Salmos capítulo 10, por exemplo. Por se tratar de um salmo, ou hino, a pronúncia deve ser:

Salmo um ou primeiro (Sl 1), Salmos dois ou segundo (Sl 2), e assim sucessivamente.

Os versículos são ditos normalmente.

e) 2 Rs e Is 37 são dois capítulos iguais.

f) O maior versículo da Bíblia é Et 8.9.

g) O maior livro é o de Salmos e o menor é 2 João.

h) No Sl 107 há 4 versículos iguais que são: 8, 15, 21, 31.

i) Os números 3 e 7 predominam em toda a Bíblia.

j) A expressão “ não temas” ocorre 366 vezes, o que dá uma para cada dia do ano.

l) Segundo alguns eruditos, na Bíblia foram encontradas 3.568.483 letras e cerca de 773.693 palavras.

m) O Sl 136 termina todos os versículos com a expressão “para sempre”.

n) O capítulo 3 de Lm tem 66 versículos levando cada 3 deles a mesma letra do alfabeto hebraico, o qual tem 22 letras.

o) A Bíblia foi o primeiro livro impresso no mundo. Isto se deu em 1492, em Manz, na Alemanha, após a invenção do prelo. A Bíblia tem, no Antigo Testamento, 929 capítulos e 23.214 versículos. No Novo Testamento há 260 capítulos e 7.959 versículos.

Toda a Bíblia tem 1.189 capítulos e 31.173 versículos.


CONCLUSÃO

O estudo de Bibliologia vai muito mais além do que tratamos neste trabalho. Temos aqui apenas uma síntese do assunto, para que você, aluno, sinta o desejo de estudar melhor este assunto. Se conseguirmos despertar seu interesse pelo estudo desta matéria, teremos atingido nosso objetivo.


Quanto aqueles que já estudaram Teologia, puderam perceber por nossa abordagem sintética que tivemos apenas a intenção de despertar o conhecimento, remetendo-os a uma nova análise sobre a importância da Bibliologia. Um estudo mais profundo contém vários outros temas que não tivemos como abordar, devido a exiguidade de tempo.

Temos prazer em lembrar que o maior livro de Bibliologia é a própria Bíblia Sagrada, que se auto-explica, se auto-interpreta e se auto-justifica. Leia a Bíblia, com amor, dedicação e submissão ao Espírito Santo. E que Deus esteja sempre conosco.

Amém.



BIBLIOGRAFIA

A Interpretação da Bíblia, Weldon E. Viertel - JUERP
Bíblia de Estudos Pentecostais - CPAD
Bibliologia - Introdução ao Estudo da Bíblia - EETAD
Bibliologia - Um assunto oportuno - Nicodemos de Souza
Textos EBD - Dr. Caramuru Afonso Francisco. Roberto José da Silva e José Roberto da Silva. Ev.Luiz *Henrique de Almeida Silva
Manancial de Mensagens.

Fim.

Postar um comentário