RADIO RESTITUI


segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

O LAVRADOR E O TSUNAMI.(O Mistério da Redenção)

O LAVRADOR  E O TSUNAMI.(O Mistério da Redenção)

Texto Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” (Romanos 5:8,9)

INTRODUÇÃO.

“Um modesto lavrador chinês vivia no topo de uma colina. Certo dia, viu um maremoto retirar da praia próxima as águas do mar. Em seguida, compreendeu que isso provocaria o retorno de ondas enormes, que inundariam os vales mais planos. (Tsunami.) Os habitantes desses vales estavam alheios ao perigo que corriam. Como poderia dar-lhes o aviso para que escapassem? Finalmente, o agricultor incendiou resolutamente o galpão em que guardava arroz. Enquanto as chamas consumiam o celeiro, fez soar o gongo que se utilizava para casos de incêndio. Quando os vizinhos viram a fumaça no alto da colina e escutaram o chamado auxílio, todos correram para prestar ajuda. Poucos minutos mais tarde, da elevada posição em que estavam, viram como as ondas cobriam os campos que acabavam de abandonar. Anos depois, quando faleceu o valente lavrador, os habitantes daquela comarca levantaram um monumento em sua honra, sobre o qual colocaram estas palavras: “Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.” (Enrique Chaij – Livro:Ainda Existe Esperança – Pg.88,89)


  DEUS PAI NOS DEU TUDO O QUE TINHA.

O texto base mostra-nos que exatamente como aquele lavrador deu tudo que tinha (arroz), para salvar vizinhos que sequer ele conhecia, assim Deus fez por nós. “Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”
Aquele que nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós, como nos não dará graciosamente com ele todas as coisas?” (Romanos 8:32)

 “Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”


Outra prova do amor de Deus.

 Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” (Romanos 5:8,9)


Qualquer um de nós morreria por um filho, ou talvez por uma pessoa muito boa ou  amigo, alguém seja capaz de dar sua vida. Mas Deus provou o seu amor para com a humanidade, pelo fato de Cristo ter morrido por nós, sendo nós ainda: pecadores, indignos e imerecedores.

. “Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”


 AO SENHOR SE AGRADOU MOÉ-LO.

Há uma passagem das Escrituras que sempre me deixou intrigado. A  mesma foi escrita setecentos anos antes de Jesus Cristo nascer da virgem Maria. Isaías o profeta messiânico, a escreveu:
“Todavia, ao Senhor agradou moê-lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, ele verá o penoso fruto de seu trabalho e ficará satisfeito, e a vontade do Senhor prosperará na sua mão.” (Isaías 53:10) ARA

Humanamente falando, este é um assunto de difícil entendimento. Como entregar  seu único filho inocente pelos pecados de transgressores?  Isso me leva a entender que nos planos e propósitos redentivos do Senhor, constava a entrega, o sofrimento  e a morte de seu único filho.
Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém se anime a morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco, em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores.” (Romanos 5:8,9)

Repetindo:  Nos planos e propósitos redentivos do Senhor, constava a entrega, o sofrimento  e a morte de seu único filho.


O profeta Isaías deu detalhes do que aconteceria na cruz do calvário.
O nível de precisão destas palavras é absurdo.
“Verdadeiramente ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e as nossas dores levou sobre si; e nós o reputávamos por aflito, ferido de Deus, e oprimido. Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniqüidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados. Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a iniqüidade de nós todos.” (Isaías 53:4-6)
 “Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”


TUDO FAZIA PARTE DE UM DESÍGNIO.

Jesus foi entregue pelo desígnio  e presciência de Deus.  
Este foi o discurso de Pedro em sua primeira pregação após o Pentecostes.

“A este que vos foi entregue pelo determinado desígnio  e presciência de Deus, prendestes, crucificastes e matastes pelas mãos de injustos.” (Atos 2:23)

O plano divino ou o mistério da redenção, era nos sarar e nos salvar, pela morte vicária de Jesus Cristo, o Cordeiro inocente.
“Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais,Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós.”   (1 Pedro 1:18-20)

 “Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”


JESUS PREPAROU SEUS DISCÍPULOS PARA ESTE FATO.
“Eles estavam subindo para Jerusalém, e Jesus ia à frente. Os discípulos estavam admirados, enquanto os que o seguiam estavam com medo. Novamente ele chamou à parte os Doze e lhes disse o que haveria de lhe acontecer: Estamos subindo para Jerusalém e o Filho do homem será entregue aos chefes dos sacerdotes e aos mestres da lei. Eles o condenarão à morte e o entregarão aos gentios, que zombarão dele, cuspirão nele, o açoitarão e o matarão. Três dias depois ele ressuscitará".(Marcos 10:32-34)

. “Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”


SEUS DISCÍPULOS A PRINCÍPIO, NÃO ENTENDERAM SUAS PALAVRAS.

Eles não entenderam o lava pés e muitas outras coisas que Jesus fez, ensinou e falou.

 “Respondeu Jesus, e disse-lhe: O que eu faço não o sabes tu agora, mas tu o saberás depois. (João 13:7)

“Seus discípulos olharam uns para os outros, sem saber a quem ele se referia.” (João 13:22)

“Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”


DEPOIS DE SUA RESSURREIÇÃO, SEUS DISCÍPULOS ENTENDERAM.

“A princípio seus discípulos não entenderam isso. Só depois que Jesus foi glorificado, perceberam que lhe fizeram essas coisas, e que elas estavam escritas a respeito dele.” (João 12:16)

“Então abriu-lhes o entendimento para compreenderem as Escrituras.” (Lucas 24:45)

“Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”


GRANDE É O MISTÉRIO DA PIEDADE OU REDENÇÃO.

“E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória. ( 1 Timóteo 3:16)

ESTE ÚNICO VERSÍCULO QUE PAULO ESCREVEU A TIMÓTEO, SEU FILHO NA FÉ,RESUME TODO O PLANO REDENTIVO DO PAI. ATRAVÉS DE SEU FILHO, JESUS CRISTO, NOSSO SALVADOR, SENHOR E REI.

 “Ele nos deu tudo que tinha, e o fez com alegria.”


“PORQUE DELE, POR MEIO DELE E PARA ELE, SÃO TODAS AS COISAS.” (ROMANOS 11:36)

E A ELE TODA HONRA, GLÓRIA, MAJESTADE, PODER, IMPÉRIO E SOBERANIA; ANTES DE TODAS AS ERAS, AGORA E POR TODOS OS SÉCULOS, AMÉM.



PASTOR VENILTON DE JESUS
FEVEREIRO DE 2017
prvenilton@gmail.com





Postar um comentário